Como incluir os grãos na alimentação? Saiba agora!

grãos

Conheça mais sobre os benefícios dos grãos e inclua novos sabores no seu dia a dia! 

Circulação, digestão, energia diária e manutenção da imunidade do corpo são alguns dos benefícios do consumo de grãos. Eles são ricos em nutrientes fundamentais para a saúde como fibras, antioxidantes, minerais e vitaminas que ajudam você a conquistar uma alimentação balanceada.

Os grãos são alimentos que salvam o nosso corpo com suas substâncias naturais, e existem em diversos formatos. Confira alguns destes heróis da alimentação:

Gergelim

O Gergelim (Sesamum indicum L.), pertencente à família Pedaliaceae e apresenta ampla adaptabilidade às condições de clima tropical quente. É cultivada na Ásia tropical por causa de suas sementes, que fornecem até 50% de óleo.

O Gergelim é rico em vitaminas do complexo B, E e sais minerais como cálcio, fósforo, ferro, magnésio, cobre e cromo. Pode ser encontrado nas variações branco, preto e marrom. Mesmo com essas variações, o valor nutricional entre os diferentes tipos de semente de gergelim varia pouco. Ideal é inseri-lo na alimentação diária, por exemplo, sobre o feijão, arroz, massa, pães, biscoitos e saladas.

Alfarroba

Alfarroba é proveniente da Alfarrobeira (Ceratonia siliqua L.), que é uma árvore muito rústica, resistente à seca e que consegue sobreviver e crescer em regiões de solos muito pobres. Após a retirada das sementes, o que resta da vagem da alfarroba é conhecida como polpa. A polpa após secagem, trituração e torrefação dá origem ao pó ou farinha de alfarroba, que possui cor e aroma similares ao cacau.

A alfarroba em pó é rica em antioxidantes, fibras e é uma boa fonte de vitaminas A, complexo B, niacina, cálcio e magnésio. A alfarroba é um bom substituto do cacau e pode ser usada na preparação de alimentos como bolos, pudins, biscoitos, sorvetes e doces.

Goji Berry

O Goji Berry (Lycium barbarum), pertencente à família botânica Solanaceae, sendo um fruto originado da região sudeste da Europa e utilizado como alimento funcional em diversos países da Ásia Oriental, Europa e América do Norte.

O Goji Berry é altamente nutritivo, contendo oito aminoácidos essenciais, minerais, como ferro, zinco e selênio e as vitamina B1, B2, B6 e E. Também tem alto poder antioxidante e consequentemente efeitos positivos, hipoglicêmico e hipolipidêmicos, na saúde humana. É consumida desidratado, cápsulas, na salada de frutas, na forma de suco ou chá.

Cranberry

O Cranberry é conhecido cientificamente como Vaccinium Macrocarpon. Parte da família da Ericaceae, ele se desenvolve em ambientes úmidos, como florestas e pantânos nos países norte americanos.

O Cranberry se assemelha a uma cereja, é rico em vitamina A, C, E, K e sais minerais como manganês, magnésio, fósforo e potássio. Assim, dá destaque ao cranberry a  crescente evidência de sua eficácia na prevenção de infecções do trato urinário, como a cistite. Pode ser consumida in natura, por meio de bebidas prontas ou extratos e seca ou congelada.

Quinoa

Os três tipos de quinoa mais conhecidos (vermelha, preta e branca) pertencem a uma espécie de planta nativa da região andina do Peru, Bolívia, Equador e Colômbia, domesticada há cerca de 3.000 anos para consumo humano.

A quinoa é fonte de proteínas, fibras, lipídeos, vitaminas, ferro, cálcio, magnésio, potássio e mais de vinte aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo corpo humano. É um grão muito antigo. Ela é a escolha ideal para o café da manhã ou nos intervalos das refeições. Assim, pode ser encontrada em grãos, flocos e em forma de Farinha.

Os grãos podem ser misturado em sopas, saladas, sucos, risotos, pães, bolos e tortas. Os flocos podem consumidos misturados a iogurtes, vitaminas de frutas e na salada de fruta. Por isso, a farinha pode ser usada como base para pães, pudins, mingaus e biscoitos.

Canela

A canela (Cinnamomum Burmanni) é obtida por meio do tronco da caneleira, uma árvore que tem seus galhos secos separados de suas “cascas” de cor marrom-avermelhadas, muito perfumadas.

A canela é rica em proteínas, fibras, vitaminas A, C e sais minerais como manganês, ferro, cromo e cálcio, também possuindo efeito termogênico. Dessa forma, ela pode ser utilizada para fazer bolos, roscas, chás e temperar. Além de também usá-la para fazer arranjos ou ambientador.

Farinha de trigo integral

A Farinha de Trigo Integral é rica em fibras, vitamina B1, B3, K, E e sais minerais como magnésio, manganês, cálcio, ferro e zinco. A farinha integral é obtida pela simples trituração do grão, evitando-se a etapa da peneiração. É uma mistura dos três constituintes: a farinha, o farelo e o gérmen, preservando assim boa parte dos nutrientes. Assim, pode ser a substituta da farinha branca nas mais diversas receitas, garantindo um delicioso sabor e mais saúde aos pratos.

Curiosidades
  • A produção mundial de trigo é de quase 600 milhões de toneladas;
  • O maior produtor mundial é a China, com pouco mais de 100 milhões de toneladas;
  • O trigo para quibe, chamado de burghul, é proveniente dos grãos de trigo integral partidos.

Trigo para quibe

O trigo para quibe também conhecido como Triguilho ou burghul, é o próprio grão do trigo integral, quebrado e torrado. O trigo para quibe é fonte de minerais como potássio, zinco, magnésio e selênio.

É um saboroso ingrediente usado na elaboração de receitas clássicas como o quibe e o tabule. Semelhantemente, também é ótimo em saladas, tortas, pães e recheios.

Soja

A soja chegou no Brasil no início do século XX, mas obteve seu maior impulso nos anos 70. Na atualidade,  ela é plantada em quase todo o Brasil, com exceção da região Norte. Rica em aminoácidos, fibras e proteínas, a soja possui fósforo, potássio, ferro, zinco, cálcio e vitaminas B e E. Assim, o grão auxilia na redução dos níveis do colesterol ruim, o LDL. Além disso, ajuda a elevar os níveis de HDL, o colesterol bom.

O alimento também possui isoflavonas, substâncias que ajudam a atenuar os efeitos da menopausa e evitar a perda de massa óssea. Desse modo, depois de cozida, pode ser ingrediente de saladas, consumida como o feijão além de ser a base de muitos outros pratos.

Proteína texturizada de soja

A proteína texturizada de soja escura também é chamada de carne de soja. Obtida através do processamento do grão da soja, possui teor de proteína superior a 50%, sendo uma ótima opção aos vegetarianos. Proteínas são macro nutrientes essenciais para o crescimento e reparação da saúde e da função celular.

Além disso, também é rica em fibras, vitamina A, B, C, E e sais minerais como cálcio, ferro e potássio. É ideal para as receitas com carne vermelha.

Conheça nosso empório! Passe em uma de nossas lojas ou compre pelo site: https://www.confianca.com.br/emporium
12 Eu gostei
0 Eu não gostei

One Comment

  1. Que maravilhasou cliente confiança compro minhas sementes naturais sempre parabéns rede confiança bauru está de parabéns

Deixei um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *